sábado, 14 de fevereiro de 2009

Tarde chuvosa

A tarde chuvosa me faz recordar da melodia (melosa) que você entoava
quando em seu colo eu me ajeitava e você desarrumava meus cabelos louros
e meu olhar procurava aprovação em suas mãos.

Me recordo também de vê-la sempre forte e guerreira,
zelosa com sua cria,
não permitindo que ser algum maltratasse.

Vejo ainda pela vidraça no reflexo seu sorriso tímido no lugar das lágrimas,
quando você me viu sair de casa em busca de fazer a vida melhor,
seu sorriso sim, pois a você jamais foi permitido por si ou pelo alto
uma lágrima sequer derramar.

Me recordo do seu pulso firme, da sua gentileza,
mas nunca da sua docilidade ou da sua amizade.
Você sempre fez o que julgou certo para minha educação.

És mulher guerreira esse é meu refrão,
sinto saudades da sua mão (a me bater que seja)
sinto saudades do seu olhar de reprovação(quando coloquei minha primeira mini-saia)
Sinto sua falta em vão,
pois afinal dizem que sou um pedacinho de você
e te trago aqui bem dentro do meu coração!


Elaine Siderlí.

17 comentários:

Café da Madrugada® Lipp & Van. disse...

sabe... são nas tardes chuvosas q vc se livra dos problemas, repensa atitudes ou se desespera! rs.
a agua da chuva, leva tds essas angiutias embora. Te renova. ahsihasiuh

Elaine Siderlí disse...

É sim, a água da chuva é como uma benção...
por vezes nos causa inundações que apenas o coração pode reverter em outras nos traz alegrias que nossa alma não cança de enaltecer!

bjokas.
adoro suas visitas!


Elaine Siderlí.

Multiolhares disse...

Os pais criam-nos da melhor forma que sabem, nem sempre aquela que mais gostariamos, mas tambem quando nascemos não vimos com livro de instruções
beijinhos

Elaine Siderlí disse...

Sim minha linda rs... sabe sempre digo isso a minha filhota...que bom seria se tivesse vindo com manual de instrução rs...E sei que mamãe amaria se eu tambem tivesse vindo com um hehehe
Bjus e grata pela visita!

Marcelo Novaes disse...

És mulher guerreira esse é meu refrão,
sinto saudades da sua mão (a me bater que seja)


Que parênteses é esse aí?!


Hummm...?!



rs rs rs


Okeio!


Tá melhorando. Tá melhorando.




beijos,






Marcelo.

AC Rangel disse...

Quisera eu receber homenagem tão doce quanto essa. Tenha certeza de que, ao contrário dele, mederramaria em lágrimas diante desta tua sensibilidade.
Parabéns a você e a ele.

Beijos

Elaine Siderlí disse...

kkk sinho melhorando lendo bons poetas como tu amigo Marcelo rs..

eeee voltaste!
bessitos!

Elaine Siderlí

Elaine Siderlí disse...

Olá Rangel!

Seja bem-vindo!

Espero que derrame mais palavras ao vento nesse meu cantinho!

bjus.


Elaine Siderlí.

manzas disse...

Entrar aqui, na tamanha beleza
Numa pagina que fermenta alegria…
É sonhar acordado e voar na leveza
De poetizar tudo… porque tudo é poesia

Uma semana de paz e alegria…

O eterno abraço…

-MANZAS-

Elaine Siderlí disse...

Grata, Manzas!
você é sempre bem-vindo!

bjus.


Elaine Siderlí.

Vieira Calado disse...

Olá!

Só para lhe dizer que coloquei o seu blog numa lista de amigos que publicaram poemas meus, em seus blogs.

Obrigado

manzas disse...

O mundo adormece na cama do céu
Enquanto permaneço acordado no teu roseiral…
Vigilante no teu galante corpo, rosa sem véu
Batem janelas inquietas, pétalas em temporal

Neste momento,
Desejo
Um bom fim-de-semana
Materializado em harmonia
Com muita alegria…
Um excelente CARNAVAL
Com muito divertimento
Desmascarando amor
Com paz,
Cheio de muita folia…

O eterno abraço…

-MANZAS-

Elaine Siderlí disse...

Ai, que fofo Vieira!
Eu é quem agradeço!

bjus.

Elaine Siderlí.

KA disse...

Elaine...

Lindo. Só isso.

Sua sensibilidade e percepção.

Beijossss

Mirse disse...

Lindo, Elaine!

Quanta sensibilidade e beleza!

Parabéns, querida!

Beijos

Mirze

Elaine Siderlí disse...

Ka, a sensibilidade encontro quando passeio pelo seu blog tambem!obrigada querido!

bjus.

Elaine Siderlí.

Elaine Siderlí disse...

Que beleza é vê-lapor aqui novamente, e em um certo lampejo encontro parte desta beleza, Mirse seu blos está cada vez melhor amei aquele texto de hj!

bjus.

Elaine Siderlí.